Para mais informações, visite nosso site. Vá para o site em inglês

Plantas siderúrgicas

A indústria da produção de aço é o alicerce que sustenta todas as outras indústrias. Com base em nossa capacidade de excelência em tecnologia, a POSCO E&C aprimorou a competitividade na indústria da fabricação de aço. Com a nossa tecnologia de engenharia de planta acumulada desde a construção da usina siderúrgica integrada da POSCO em Pohang e Gwangyang e nossos excelentes métodos de construção, tais como o sistema FINEX, a POSCO E&C implementou com sucesso uma série de projetos, tanto nacional quanto internacionalmente.

Sendo o único fornecedor de soluções EPC, para usinas de aço, trabalhamos com o objetivo de elevar nosso status no mercado global, através da realização simultânea de mega projetos, tais como o projeto siderúrgico brasileiro CSP, maior projeto internacional vencido por uma empresa de construção coreana e o projeto integrado de siderurgia da Indonésia.

  • Produção de ferro

    MÁS
    Produção de ferro

    Um marco potente na fundição de aço, o alto-forno é uma instalação usada para produzir metal quente, através da fundição do minério de ferro. A POSCO E&C participou em todos os projetos de alto-forno da POSCO. Em particular, demonstramos a nossa capacidade exclusiva de tecnologia na construção do Alto-forno nº 5 na usina siderúrgica de Gwangyang e a reforma dos Alto-fornos Nº 2, Nº 3 e Nº 4 da siderúrgica de Pohang e os alto-fornos Nº 1, Nº 2, Nº 3 e Nº 4 da Usina siderúrgica de Gwangyang.

    Em junho de 2013, realizamos o segundo projeto de reforma para o alto-forno Nº 1 da Usina siderúrgica de Gwangyang que possui a maior capacidade mundial de 6.000m³, participando também da construção do alto-forno IISCO na Índia.

    Considerando nossa experiência internacional na construção de alto-fornos, estamos entrando em uma área global com a melhor tecnologia no campo da engenharia de alto-fornos.

    A instalação de sinterização é utilizada para o processo de tomada de minério sinterizado medindo de 5 a 50 milímetros, misturando-se pó de minério de ferro natural com coque e óxido de cálcio.

    Com base em nossa capacidade de tecnologia comprovada e as informações que adquirimos durante um longo período, realizamos com os projetos de sinterização nas siderúrgicas de Pohang e Gwangyang, o projeto de racionalização da planta de sinterização BSL na Austrália, o projeto de sinterização TAVAZON no Irã e o maior projeto mundial da Planta 5 de sinterização com 600m³ em Gwangyang. Nós fornecemos o projeto, suprimentos, construção e comissionamento das instalações de sinterização nacional e internacionalmente, incluindo na Indonésia e no Brasil.

    Uma instalação de calcinação é usada para produzir óxido de cálcio (CaO) através da calcinação de calcário (CaCO3) de uma mina. O óxido de cálcio é adicionado ao metal quente, submetido ao processo de produção de ferro, com a eliminação de impurezas, melhorando a qualidade do metal quente. Além disso, o óxido de cálcio é também usado como um pirogênio na produção de aglomerados de minério, graças ao seu elevado valor calorífico.

    Nós temos a competitividade e técnica na construção de instalações de calcinação de cal. Com a capacidade tecnológica comprovada, realizamos com sucesso o projeto, o suprimento, a construção e o comissionamento das instalações de calcinação de cal.

    A instalação para manuseio de matéria-prima é utilizada para receber as seguintes matérias-primas: minério de ferro, carvão e calcário produzidos em minas e transportados através de navios ou ferrovias. Esmagar, classificar e misturar visa a conformidade com exigida em cada planta. E subsequentemente faz o armazenamento e transporte.
    Esta instalação é aplicada a sistemas de alimentação de matérias-primas para várias instalações, incluindo usinas de energia, fábricas de cimento e instalações de recuperação de recursos e siderurgia. E aplicado ao processo de recebimento ou transporte e armazenamento de combustíveis e matérias-primas a serem utilizados em altos-fornos , instalações de coque, instalações de sinterização, instalações de calcinação da cal e usinas produção de aço.
    Nós construímos em torno de 30 de silos de carvão pesando entre 50.000 e 60.000 toneladas durante o período entre 2011 e 2014; e atualmente, estão envolvidos em vários projetos, incluindo o projeto de siderurgia CSP no Brasil.

    A POSCO E&C possui experiência na construção de instalações de tratamento de matéria-prima em siderurgia, bem como excelente capacidade na construção de instalações de manuseio de matérias-primas necessárias em diversos setores.

    O coque é produzido por carbonização de carvão em forno de coque e usado como fonte de calor para produzir metal quente de um alto-forno. Gases de coqueria, gerados a partir do processo de carbonização, são convertidos em gases limpos após a remoção de várias impurezas e substâncias tóxicas via instalações químicas que dependem da temperatura e pressão. Os gases limpos, em torno de 4.000kcal, são enviados para o retentor de gás, onde são reutilizados como combustível para várias instalações na siderurgia.

    Com base em nossa vasta experiência nas siderurgias de Pohang e Gwangyang, a planta Cilegon na Indonésia e CSP no Brasil, a POSCO E&C pode executar de forma confiável, o projeto, suprimento, construção e comissionamento de fornos de coque e as instalações químicas.

    layer close
  • Produção de aço

    MÁS
    Forno de arco elétrico

    Processo de produção do aço - Processo de produção do aço a partir da remoção de impurezas do metal quente.

    O metal quente produzido a partir de um alto-forno possui alto teor de carbono e contém impurezas, tais como: fósforo e enxofre. Para evitar a ausência de vermelhidão, porém, é necessário remover o enxofre a partir deste metal quente através do KR (Kanvara Reactor).

    O metal quente do qual o enxofre foi retirado, em determinado grau, é colocado em um conversor. A sucata de metal e o metal quente são colocados juntos no conversor e o conversor é então alimentado com oxigênio puro (99,5% ou acima). Através deste processo, o fósforo é filtrado para evitar fragilidade azul ou o carvão vegetal é filtrado para reduzir a fragilidade.

    layer close
  • Lingotamento contínuo

    MÁS
    Lingotamento contínuo

    processo de fundição contínua é o processo pelo qual o metal quente é colocado em um e torna-se um sólido que é aquecido enquanto passa através de uma instalação de lingotamento contínuo. Através deste processo, o metal quente é feito em produtos semi-acabados, como placas, blocos e tarugos. Produtos semi-acabados são usados​como materiais para produtos laminados a quente, laminados a frio, chapas e rolos de arame.

    A POSCO E&C tem o melhor nível de tecnologia projetada para a construção de instalações de lingotamento contínuo, inclusive através da construção de uma planta de demonstração poStrip, com uma capacidade anual de 600.000 toneladas no projeto para o desenvolvimento de tecnologias de comercialização para o processo de fundição de placas, sendo inovador para próxima geração e permitindo o processo de fabricação de bobinas a quente diretamente de aço fundido.

    layer close
  • Laminagem a quente

    MÁS
    Laminagem a quente

    Laminação a quente é o processo de fazer placas a partir de uma planta de lingotamento contínuo em bobinas laminadas a quente. As placas são aquecidas em um forno a uma temperatura de aquecimento pronta para rolar através do processo de laminação (moinho de desbaste e acabamento de fábrica) para placas de espessura e largura desejada. As placas padrão são, em seguida, resfriadas através de um processo de resfriamento de placa, a uma temperatura adequada e preparadas em formato de bobinas por um enrolador. Estes produtos, em forma de bobina, tornam-se produtos finais, após atravessar a linha de passagem da camada e linha de acabamento.

    A POSCO E&C realizou com sucesso o projeto, suprimento, construção e comissionamento de várias instalações de laminação a quente nas siderúrgicas de Pohang e Gwangyang. Mais recentemente, comprovamos nossa capacidade tecnológica, mais uma vez, concluindo com sucesso o projeto EPC para a Planta de laminação a quente No.4 na siderúrgica de Gwangyang.

    A instalação da chapas é utilizada para produzir chapas de placas produzidas a partir da instalação de lingotamento contínuo. Nós temos vantagem competitiva entre as empresas de fabricação de placas, incluindo as instalações de tratamento de refrigeração e calor acelerados necessários para produzir aço de alta qualidade.

    Nós atualizamos nossas tecnologias através de vários projetos de racionalização nas siderúrgicas Pohang e Gwangyang. Nossa excelência tecnológica é comprovada através da construção de uma fábrica com capacidade anual de 2 milhões de toneladas em Gwangyang e uma usina de 1,5 milhões de toneladas na Indonésia.

    layer close
  • Laminação a frio & Line de processo

    MÁS
    Laminação a frio & Line de processo

    A laminação a frio é usada para passar bobinas laminadas a quente produzidas a partir do laminador a quente, entre dois rolos rotativos e produzir produtos com a espessura desejada. O processo de laminação a frio fornece uma superfície de mais refinada, melhores propriedades mecânicas e excelente precisão para a espessura do produto. Laminadores a frio são amplamente divididos em conjuntos de laminação a frio (TCM) e da laminação a frio por inversão (RCM). No TCM, o material passa 5 ou 6 laminações continuamente para obter a espessura desejada, enquanto o RCM passa um único item várias vezes.

    Nós estabelecemos as bases para a implementação independente de projetos de laminação a frio, através do desenvolvimento permanente da tecnologia e processos de comercialização. Reconhecida pela excelência tecnológica, estamos entrando no mercado global, como mostrado através de contratos vencidos para o projeto de CRM CSS no Brasil.

    O processo é usado para produzir placas laminadas a frio (placas pretas), produzindo, primeiramente, materiais duros completos, através da desoxidação e laminagem em PCM (Desoxidação e Laminação a Frio). Eles são aquecidos a uma determinada temperatura, em seguida, a laminagem a frio é feita, removendo todo o atrito e a ductilidade exigida concedida.

    Com base em nossa excelência tecnológica, POSCO E&C ganhou experiência em projetos de sucesso nacionalmente e internacionalmente, incluindo a Pohang Siderurgia (300.000 toneladas/ano), Índia (1 milhão de toneladas/ano) e Vietnã (700.000 toneladas/ano).

    O processo é usado para produzir ferro galvanizado continuamente (CGI), produzindo, em primeiro lugar, materiais duros cheios através da desoxidação e rolando na Desoxidação e Laminação a Frio e aquecimento a uma determinada temperatura, laminando-os a frio, removendo todo o atrito e garantindo a ductilidade exigida. Em seguida, através do pote por imersão a quente e controle da quantidade de aderência do plaqueamento com uma faca de ar.

    Com base em nossa excelência tecnológica, a POSCO E&C tem experiência em projetos de sucesso nacionalmente e internacionalmente, incluindo a Siderurgia de Gwangyang (500.000 toneladas/ano), Índia (450.000 toneladas/ano), México (500.000 toneladas/ano) e China (450.000 toneladas/ano).

    A linha de revestimento colorido, que proporciona alto valor agregado para o investimento, é uma das últimas linhas do fluxo de laminação a frio. O fluxo de laminação a frio se aplica a vários tipos de tintas na superfície das chapas laminadas a frio e produz materiais a materiais interiores e exteriores de construção, tais como painéis de duplos, bem como eletrodomésticos, como geladeiras e máquinas de lavar roupa.

    Temos grande experiência na aquisição, instalação e comissionamento de equipamentos em nacional e internacionalmente, inclusive na Arábia Saudita, China e Turquia, e somos reconhecidos pela excelência em nossas tecnologias.

    O laminador de encruamento (SPM) é uma facilidade essencial e necessária para garantir a qualidade da forma dos produtos finais, melhorando as propriedades mecânicas do produto através da remoção da pressão do esticador. Ele fornece rugosidade de superfície adequada à finalidade do produto. Ele ajusta a tensão e aponta vários defeitos formados a partir de processos anteriores.

    Com base em nossa própria tecnologia da engenharia de informações que temos desenvolvido, desde o início da década de 2000, fornecemos vários SPMs no mercado internacional de usinas, através da garantia de competitividade de preço e tecnologia. Hoje somos reconhecidos pela nossa capacidade tecnológica em mostrar a maneira que prontamente respondemos a demanda do usuário.

    layer close
  • Planta de Produto Longo

    MÁS
    Planta de Produto Longo

    O processo longo de produto consiste na fabricação do aço em forno elétrico para produzir aço fundido através da fusão e refino de sucata e ferro reduzido secundário, o processo de lingotamento contínuo para produzir tarugos solidificando aço fundido, e o processo de laminação para produzir vergalhões (barra deformada, barra redonda e barra normal), perfis e rolos através do processo de laminação a quente. O mini-mill requer um custo de investimento inicial baixo e é capaz de produzir uma variedade de produtos. Trata-se de um processo ambientalmente correto que possibilita a reciclagem de sucata de ferro.

    A POSCO E&C oferece solução total de Pepcom (Planejamento, Engenharia, Aquisição, Construção, Operação e Manutenção), através de mini-serviços de gestão de fábrica de EPC.

    layer close
  • Novas tecnologias

    MÁS
    Novas tecnologias

    O processo FINEX é usado para produzir metal quente diretamente do minério de ferro e pó de carvão, que são baratos, sem separar o processamento. Como o processo não requer o processamento preliminar do minério de ferro e cão, o FINEX pode reduzir o capital para investimento. É um processo de produção de aço inovador que não produz são poluentes que são comumente gerados no processamento preliminar.

    Através do desenvolvimento de tecnologia conjunta com a POSCO, POSCO E&C construíram uma planta de demonstração (1FINEX) e usinas comercializadas (2FINEX e 3FINEX). POSCO E&C é a única empresa mundial a ter construído usinas FINEX.

    O CMS (Fundição Infinita Compacta & Laminação) é um processo especializado de mini-mill que combina diretamente o lingotamento contínuo e processo de laminação. As principais tecnologias deste processo incluem alta velocidade de lingotamento contínuo, tecnologia de tira infinitas e laminação de lote. O nosso lingotamento contínuo de alta velocidade é o mais rápido do mundo, oferecendo excelência em tecnologia. O processo CEM apresenta muitas vantagens em novos investimentos, pois requer baixos custos de investimento e operação. No que se refere a produtividade, o sistema é capaz de gerar produtos em massa de alto valor, com alta taxa lucrativa através de elevada produção de tiras de espessura menor do que outros processos de mini-mill.

    A POSCO E&C está pronta para um crescimento partilhado com sua excelência em produto CEM, que é mais competitivo do que qualquer outro produto disponível em empresas globais de engenharia.

    layer close
  • Baixar - o catálogo de promoção da planta.

    Baixar - a lista do projeto

Dúvidas sobre os negócios da planta de aço da POSCO E&C.

Bon-kyoung, Koo     astrokoo@poscoenc.com

Fale conosco